Cães Lambedores

 

Por que os Cachorros Lambem?

O cachorro usa a língua para explorar e conhecer o mundo.

A língua é tão útil para os cães como nossos olhos e mãos são para nós.

Cachorros lambem para:

– sentir o gosto das coisas,

– explorar a presença de outras pessoas e animais,

– mostrar submissividade e

– demonstrar afeto

Lamber é uma atitude absolutamente normal para os cães… mas alguns simplesmente vão longe demais.

Alguns cães perseguem seus donos em todos os lugares sempre lambendo suas pernas e mãos e, se tem uma chance, seu rosto também. […]

Mas normalmente as lambidas podem carregar mais significado do que simples afeto.

É muito fácil saber se ele está te lambendo para mostrar afeto: em geral, ele vai estar relaxado, feliz e de bom humor.

Bons exemplos são quando você chega em casa depois de um longo dia de trabalho, ou quando vocês dois estão deitados vendo televisão e ele começa a te lamber.

Uma outra razão cachorros lambem repetidamente é porque estão ansiosos e estressados.

Se ele estiver infeliz ou tenso, esta é uma das maneiras comuns que ele pode escolher para mostrar isso.

Alguns cachorros lambem a si próprios, outros lambem você.

Não é difícil para você identificar as causas desse estado de ansiedade:

– O seu cachorro está recebendo atenção e estímulo  suficiente?

– Ele está se exercitando com frequência?

– Está tendo tempo suficiente para ir para fora de casa farejar, explorar o mundo ou simplesmente brincar?

– Você lhe dá atenção suficiente quando está em casa ou apenas o cumprimenta rapidamente e segue com a rotina do dia-a-dia?

Esses são aspectos a considerar se seu cachorro vem demonstrando esse comportamento de lamber excessivamente.

Dependendo das circunstâncias e da qualidade de vida do seu cão, você pode precisar fazer alguns ajustes na sua maneira de lidar com ele para diminuir a lambeção.

Talvez você precise vir para casa mais vezes durante o dia, talvez acordar meia hora mais cedo de manhã para dar uma boa volta com ele antes de sair para trabalhar (isso varia muito em cada cachorro, mas a maioria deve se exercitar ao redor de uma hora e meia por dia).

Talvez você só precise passar mais tempo com ele durante a noite, brincando, adestrando, escovando ou apenas fazendo companhia um ao outro.

Considerando estes dois motivos apresentados anteriormente, se você quiser diminuir esse comportamento em seu cão, uma mudança na sua linguagem corporal é uma maneira eficaz de conseguir isso.

Para o cachorro entender que você não gosta desse comportamento,

quando ele começar a te lamber, levante-se imediatamente e vire-se de costas para ele.

Os cães compreendem sua linguagem corporal muito melhor que a verbal, portanto não olhe para ele nem diga nada, apenas o ignore completamente.

Um gande abraço a todos,
Guilhermo Coelho, o adestrador amigo
Adaptação de http://www.AdestramentodeCaes.com


Notícia

 

Cães não lambem seus donos por amor, diz pesquisa americana

 

Pode ser poético dizer que um cão encheu seu dono de beijos quando ele voltou de viagem, mas a realidade, estão descobrindo os cientistas, não é assim tão fofa.

Isso porque cachorros são extremamente sensíveis a cheiros e sabores – coisas tão importantes para eles quanto a comunicação verbal ou a visão para os humanos.

Cachorros solitários enfrentam tédio diário, aponta cientista dos EUA.

Assim, quando a pessoa volta da rua cheio de novos cheiros e gostos, seja da mão daquele colega de trabalho que foi cumprimentado ou da sujeira do banco de metrô em que sentou, ele está oferecendo ao seu cachorro um festival de sensações.

Se seu cão quer saber por onde você andou, isso significa, claro, que ele vê algo de especial em você.

Mas eles gostam de cheirar e lamber mesmo desconhecidos.

“Saber do papel do odor para eles mudou minha forma de pensar sobre a maneira alegre com que minha cachorra cumprimentava um visitante, indo diretamente na região genital dele”, diz Alexandra Horowitz, da Universidade Columbia (EUA).

O comportamento da cachorra de Horowitz, que está lançando no Brasil o livro “A CABEÇA DO CACHORRO”, faz todo sentido, diz.

As regiões genitais, assim como a boca e os sovacos, produzem muitos odores — e logo ensinamos às crianças a importância de lavá-las bem.

Estando a boca e os sovacos geralmente mais distantes do cachorro, não é difícil imaginar que área ele vai atacar.

“Não deixar que um cão cheire um visitante equivale, entre humanos, a vendar-se na hora de abrir a porta para um estranho”, diz a cientista.

Para um cão, cada pessoa tem um cheiro inconfundível, o que faz com que eles nos identifiquem pelo odor.

Humanos conseguem usar o nariz para saber, por exemplo, se alguém fumou, mas cachorros vão muito além.

Eles podem saber se você fez sexo, e até saber quem e quantas pessoas estavam junto.

Ao se aproximar da sua boca, conseguem identificar o que você comeu.

Mais do que isso, cachorros sentem cheiro de medo.

“Gerações de crianças foram alertadas para nunca mostrar medo diante de um cão estranho”, diz Horowitz.

Não era à toa.

Quando assustados, suamos, e o odor do nosso corpo entrega o pavor.

Além disso, a adrenalina é inodora para nós, mas não para os animais de faro aguçado.

[…]

Ricardo Mioto de SP – 03/10/2010

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/808658-caes-nao-lambem-seus-donos-por-amor-diz-pesquisa-americana.shtml

A cirurgia de castração evita doenças, previne tumores, facilita o convívio e é garantia de bem estar emocional para cães e gatos, machos e fêmeas.

Cães ficam menos ansiosos após a castração.

Saiba mais sobre os benefícios da cirurgia de castração para animais de companhia na página CASTRAÇÃO.

-

GatoVerde, em defesa dos Direitos Animais