Gatos que Mordem

 

Os gatos mordem por diversas razões.

Alguns gatos podem, de uma hora para outra, começar a saltar sobre você e mordê-lo inesperadamente.

Outros dão sinais de aviso, como balançar a cauda ou emitir pequenos rosnados antes de morder.

Mas a mordida de um gato é dolorida e portanto indesejável ao bom convívio.

 

Como fazer o seu gato parar de morder.

*

1 – Castre seu gato.

A cirurgia de castração reduz a agressividade – e outros problemas de comportamento – além de evitar doenças e prevenir tumores que acometem os gatos (machos e fêmeas) não-castrados.

2 – Leve seu gato ao veterinário.

Se o seu gato estiver ferido ou doente, pode se tornar agressivo com você, especialmente se você tocar alguma parte dolorida do corpo dele.

Os gatos procuram esconder quando estão feridos ou doentes, por tanto tempo quanto puderem.

O veterinário poderá identificar se há alguma coisa errada com a saúde de seu gato.

3 – Não afague o abdome de seu gato.

Muitos gatos não gostam de ser tocados na barriga – isto os faz sentir-se expostos, sem defesa. Muitos reagirão mordendo.

No entanto, você pode tentar acostumar seu gato a ser tocado no abdome, passando algum tempo junto com ele e recompensando-o por bom comportamento.

Alguns gatos se irritam quando são afagados, e pularão e morderão repentinamente.

Se o seu gato é um destes, preste atenção aos sinais que ele emite antes de “dar o bote”.

4 – Conheça seu gato.

Alguns gatos não gostam de ser afagados e pegos no colo, e reagirão mordendo.

Se você tem um gato assim, não o afague nem tente pegar no colo.

Novamente, você pode tentar mudar este comportamento, passando algum tempo com seu gato e recompensando-o por um bom comportamento.

É importante prestar atenção ao comportamento dele e aos sinais para saber quando o seu gato morde.

5 – Olhe para o seu gato.

Se o seu gato está balançando a cauda em sinal de alerta, de orelhas em pé, assobiando ou rosnando, não se aproxime dele até que ele se acalme. Muitos gatos, quando estiverem em estado de alerta, vão saltar sobre qualquer coisa que se mova perto deles, como um pé ou uma mão.

6 – Passe algum tempo com seu gato.

Conheça o seu gato, quer ele esteja agressivo ou não.

Os gatos demonstram afeto por seus donos mas alguns gatos precisam de tempo.

Ofereça guloseimas com a mão ao seu gato, e brinque com ele.

Se você se preocupa com a possibilidade de ser mordido enquanto estiver brincando com o gato, amarre um pequeno brinquedo em uma corda, e arraste atrás de você.

Evite falar num tom de voz muito alto ou fazer barulhos muito altos e procure mover-se devagar para não assustar o gato.

7 – Recompense seu gato.

Parte do treinamento bem sucedido de um gato envolve uma recompensa.

Se o seu gato brinca amavelmente com você, recompense este comportamento.

Você pode dar-lhe pequenas guloseimas pelo seu bom comportamento.

8 – Tente não deixar seu gato sozinho por longos períodos de tempo.

Os gatos que ficam sozinhos sem estímulos, tornam-se entediados.

Muito frequentemente reagirão brincando agressivamente com seus donos.

Este comportamento agressivo frequentemente toma a forma de arranhar e morder.

9 – Nunca use os dedos para brincar – como se sua mão fosse um outro gatinho.

Sim, os filhotes são muito brincalhões e sim, se você balançar os dedos em volta deles eles irão brincar com seus dedos, e isto será muito bonitinho!

Mas brincadeira de gatos é morder e arranhar.

Ao deixar o gatinho brincar com seus dedos você o estará ensinando a morder e arranhar.

E não será apenas com você; eles brincarão da mesma forma com seus amigos, seus filhos e outras pessoas da família.

Então, ensine seu gato a brincar com brinquedos, em vez de brincar com os dedos das pessoas.

Compreender o comportamento dos gatos ajudará você a entender melhor por que seu gato está mordendo, e você pode evitar isto.

 

Seja paciente com seu gato.

Problemas de comportamento podem levar algum tempo para se resolverem.


Texto adaptado de http://www.comofazertudo.com.br/


 

Gatos que Mordem e Arranham

 

Gatos, quando filhotes, brincam de morder e usam as garras para segurar os irmãozinhos.
Acontece que eles têm pelos e uma pele grossa.
Mas, nós, humanos, só temos uma pele bem finiiiiinha!!!

Quando são adotados pequeninos, os gatinhos acham que a mão da gente é outro gato.
Se permitirmos a brincadeira, eles crescem achando que é normal. Ficam mal acostumados.

Ou seja, sem saber, acabamos ensinando ao gatinho um comportamento inadequado.

O gatinho não têm noção de que não temos pelos e de quanto doem seus dentinhos e unhas enfiados em nossa fina pele.
Então, não se deve usar as mãos para brincar com um gatinho.

 

Para coibir esse comportamento

- Providencie a castração antes dos 5 meses de idade

Gatos castrados ficam mais sossegados. Além disso, os benefícios da castração são muitos para a saúde e bem estar dos animais de companhia.

Gatos crescem rapidamente e suas unhas e dentinhos também

- Incentive o gatinho a brincar de forma saudável com fitinhas e bolinhas

Ele precisa gastar a energia brincando ou ficará entediado e inventará brincadeiras que podem machucar.

 – Não provoque o gato

Em geral, gatos não gostam de serem amassados e apertados. Também não gostam de ter suas sonecas interrompidas.

Quando querem ser tocados e acariciados, eles se apresentam. É preciso respeitar os momentos de descanso de um gato para uma boa convivência.

Para ensinar o gato a não morder e arranhar as mãos

Este pode ser o caso de gatinhos filhotes, ou de gatos que tenham sido adotados já adultos, não aprenderam a brincar de forma saudável e nunca tiveram brinquedos ou alguém que brincasse com eles.

Quando o gato muda de carinhos e lambidas para as mordidas, diga NÃO ou AHH, e esconda as mãos.

Encerre a brincadeira e distancie-se.

Não retire o gato do seu colo se você estiver sentada(o).

Diga NÃO e levante-se lentamente. O gato pulará do colo. Mude de lugar.

Se ele insistir, diga NÃO e mude de lugar novamente.

Não o afaste de você; afaste-se dele.

Sempre diga NÃO antes de se afastar para ele aprender que perde algo ( o colo, a sua atenção) quando se comporta inadequadamente.

 

E nunca corra atrás do gato ou ele achará que é uma brincadeira de “pega-pega” e passará a arranhar você para provocar a brincadeira.

Para parar com os botes nas pernas

Aí também, o gato está chamando você para a brincadeira de gatos:

– brinque com fitas ou barbantes grossos, pendure alguns nas maçanetas das portas;

– dê-lhe caixas de papelão;

– faça bolinhas de papel e jogue;

– ensine-o a brincar de forma saudável (com fitinhas e bolinhas na ponta de uma varinha) e brinque com ele.

– pendure um tapete de sisal na parede ou numa porta como arranhador

– evite espaços onde o gato se esconde para dar botes – coloque algum móvel ou caixa no lugar.

 

Enfim, use sua criatividade.

Gatos gostam de brincar e brincam a vida toda.

Se vc não ensiná-lo a brincar de forma adequada, ele irá inventar brincadeiras que podem machucar você.

Resumindo:

Para o gato, arranhar e morder é uma brincadeira… de gatos entre si quando são filhotes.

Brinque com ele usando fitinhas e dê brinquedos adequados.

Reprima essa atitude dizendo NÃO e distancie-se dele no momento em que ele tentar arranhar ou morder.

-

Deolinda Eleutério

Terapeuta holística e ativista em defesa dos direitos animais
http://www.gatoverde.com.br


 

Veja o vídeo: “O Gato Como Ele É”

http://www.youtube.com/watch?v=bRGP7DZhO2M

 


 

A cirurgia de castração evita doenças, previne tumores, facilita o convívio e é garantia de bem estar emocional para cães e gatos, machos e fêmeas.

Saiba mais acessando: http://www.gatoverde.com.br/castracao

Gato Verde, em defesa dos Direitos Animais