ENSINAR O CÃO A FICAR SOZINHO EM CASA

 

Muitos cães sofrem quando são deixados sozinhos – e a prevenção disso é muito simples.

Basta um exercício repetido algumas vezes para que o cão entenda que não precisa latir

Seguem abaixo as dicas para ensinar um cachorro a ficar sozinho em casa sem sofrer ansiedade pela ausência das pessoas. […]

Os cães aprendem todos os tipos de conexões (ligar sinais a coisas agradáveis ou desagradáveis) quase de forma espontânea, e estas precisam ser orientadas para o próprio bem estar do cão.

Muitos cães aprendem que, quando a pessoa pega as chaves do carro ou a bolsa, segue-se um período indeterminado de solidão.

O truque é ligar tais dicas com bons resultados – como afeição e a volta do dono – antes que possam ficar associadas como resultado negativo da separação.

Então, treine seu companheiro canino para ficar sozinho.

– Pegue as chaves ou a bolsa vá para a porta e (se ele não latir) elogie o cachorro.

– Pegue as chaves, cruze a porta, volte direto para dentro e (se ele não latir) elogie o cão.

– Pegue as chaves, vá lá fora espere 1 minuto, volte e (se ele não latir) elogie o cão.

– Pegue as chaves, vá lá fora, espere 2 minutos, volte e (se ele não latir) elogie o cão

– E, vá aumentando o tempo para 5, 10 minutos, volte e (se ele não latir) elogie o cão.

– Diante de qualquer sinal de ansiedade do animal (pular, latir) não o recompense com elogio ou carinho e volte atrás um estágio.

 

Assim o cão aprende que essa movimentação significa o retorno do seu dono (resultado bom) e não a partida dele (resultado ruim).

TÉDIO QUE DESTRÓI

Muitos cães, mesmo aqueles que não são afetados em particular pela ausência do dono, ficam entediados quando deixados sozinhos por longos períodos de tempo e podem destruir coisas e móveis apenas para ter o que fazer.
Cães que roem, mastigam e mordem coisas quando estão sozinhos devem ter sua atenção desviada para algo “mastigável” com sabor gostoso como “alimentador com quebra-cabeça” cheio de petiscos.
Como os cães dependem muito do cheiro de seu ambiente, podem ficar mais confortáveis se a pessoa deixar uma peça de roupa com seu cheiro próximo ao cão.

IMPORTANTE

NÃO CASTIGUE o cachorro ao chegar em casa e descobrir que ele fez algo que você não queria.
Isso só vai torná-lo mais ansioso.
Seu cão não aprenderá a fazer a coisa certa quando leva bronca.
Ele pode entender que você não gostou de algo que ele fez, mas não vai entender o que deve fazer para não levar bronca.
Cães aprendem quando recebem um reforço positivo para o comportamento que você espera dele.

Assim como estas sugestões podem ser úteis para prevenir um comportamento problemático, podem também funcionar para acalmar um cachorro que apenas começou a ficar angustiado por ter sido deixado sozinho.
No entanto, se elas não funcionarem em uma ou duas semanas, recomendo que procure a ajuda de um especialista em comportamento canino qualificado.


Texto adaptado do livro “Cão Senso” de John Bradshaw – “Ficar sozinho em casa: podem os cães ser treinados para lidar com isso?”

*

John Bradshaw é biólogo, fundador e diretor do renomado Anthrozoology Institute, baseado na Universidade de Bristol.
Ele estuda o comportamento dos cães domésticos e seus guardiões há mais de 25 anos e é autor de vários artigos científicos, pesquisas e resenhas, que não apenas lançaram nova luz sobre as habilidades e necessidades caninas, mas mudaram a maneira pela qual os cachorros são compreendidos e cuidados no mundo todo.
Cão Senso – neste livro John Bradshaw revisita as origens do cão e desconstrói a prática da zoologia comparada em que o comportamento do lobo é a referência para a interpretação das atitudes dos cães de companhia. Ele mostra que o primeiro é motivado pela vontade de dominar e o segundo pela ansiedade.


 

A cirurgia de castração evita doenças, previne tumores, facilita o convívio

e é garantia de bem estar emocional para cães e gatos, machos e fêmeas.

Saiba mais acessando: http://www.gatoverde.com.br/castracao/beneficios/

 

GatoVerde, em defesa dos Direitos Animais

-